5fa3c13f38Em Setembro de 2015, Thobela Ntshanyana iniciou os seus estudos no Royal College of Music em Londres onde pretende obter um mestrado em performance. Em Abril/Maio do mesmo ano o jovem tenor desempenhou o papel de Alfredo em La Traviata no palco da Ópera de Cape Town, a cidade que o viu crescer, ganhou experiência nos papéis de Mr. Owen em Postcard of Morocco, Le Chavalier em Dialogues of the Carmelites, Parpignol em La Bohème, um oficial em Il barbiere di Siviglia e Zefirino em Il viaggio a Reims. Actuou também como solista no Elijah de Mendelssohn, na Criação de Haydn e nas composições de Mozart Coronation mass, Solo Organ mass e Spatzenmesse. No concurso de 2014 da Universidade de Cape Town, o Schock Foundation Prize para Canto, foi contemplado com o primeiro prémio; no ano seguinte recebeu a bolsa Lord and Lady Lurgan Opera. No Royal College of Music Thobela é HF Music Scholar, apoiado por um Jessie Sumner Award, detentor de uma bolsa Salisbury e patrocinado pelo Oppernheimer Memorial Trust. Quando não canta ópera ou oratórios, Thobela Ntshanyana tem um grande interesse por canções napolitanas, canzones, zarzuelas, lieder e canções francesas.
Em Janeiro de 2016 Ntshanyana pode ser ouvido no Strauss Festival em Helsínquia sob a direcção de Atso Almila, e no mesmo mês desempenhará o papel de Nemorino em L´elisir d´amore de Donizetti no palco da Ópera do RCM. Em Março fará o Stabat Mater de Dvorak em Cambridge. Thobela é embaixador do documentário galardoado “Fezeka’s voices” e é um antigo estudante da escola de ópera da UCT. O tenor conquistou o interesse dos studios de Ópera da Alemanha depois de competir no Neue Stimmen International, mas quer terminar os seus estudos antes de dar um passo importante.