O Salão Nobre do Conselho Municipal de Maputo abre as portas, logo à noite, para mais uma sessão de música clássica a acontecer na capital do país desde ontem. O evento agendado para as 19h30 será um concerto de gala, a contar com obras de D. Schostakovitch, A. Dvorák, Hortêncio Langa/ Mia Couto, A. Vivald, J. Sibelius e J. S. Bach entre outros.
Numa altura em que Maputo celebra 130 anos desde que foi elevada à categoria de cidade, com o propósito de assinalar a efeméride, à sede do Conselho Municipal local o Projecto Xiquitsi levará na noite de hoje, sonoridades executadas por diferentes artistas, de diferentes proveniências.
Assim, no Salão Nobre do Conselho Municipal de Maputo, o concerto de hoje contará com nomes sonantes da música clássica, como Linnea Hurttia, uma violinista que possui o grau de Mestrado em Música da Academia Sibelius e da Universidade de Música, Drama e Media de Hanover; Maya Egashira, violinista e violetista japonesa cujas actuações notáveis incluem uma com Ralf Gothóni para o Presidente Finlandês. Da carteira do Xiquitsi, Yannick Jaffar e António Nhacale, ambos alunos do Projecto, voltarão à carga no segundo dia da Temporada para tocar violino.
Depois, Pedro Munoz (na viola d’arco), violetista venezuelano que realizou os seus primeiros estudos de música no Sistema das Orquestras Junevis do seu país, tendo, mais tarde, continuado na Alemanha, Polónia e European Mozart Academy, fará a sua festa. Com a mesma disposição, Fernando Arias (violoncelo), que já deu recitais nas salas de concertos mais importantes de Espanha, França, Holanda, Portugal e Suécia vai fazer valer a sua participação no evento. O mesmo irá acontecer com Manuel Rego, segundo solista em contrabaixo da Orquestra da Fundação Calouste Gulbenkian e docente de contrabaixo na Escola Superior de Música de Lisboa (Portugal), com Kika Materula (oboé), Directora-artística do projecto Xiquitsi, desempenhando funções de Solista na Orquestra Sinfónica do Porto, com José Dias, pianista português que assumiu posição de ensaiador na Ópera de Cape Town, com Xixel Langa, cantora que ano passado lançou seu primeiro CD “Inside me”, e Enseamble Xiquitsi.